Conheça as definições:

Coach, Coachee e Coaching

COACH
É o profissional de desenvolvimento humano, apto e certificado por uma instituição devidamente credenciada no  Ministério da Educação, que tem o papel de ajudar pessoas e empresas a alcançarem resultados acelerados através do Coaching, um método cientificamente comprovado.

 

COACHING
É o método utilizado pelo Coach, o processo para alcançar o resultado desejado, construído a partir de ciências e ferramentas diversas, tais como, Inteligência Emocional, Hipnose, Leitura Corporal, Análise Comporamental, Programação Neurolinguística – PNL, Homeostase Quântica Informacional – HQI, Constelação Familiar, Ancoragem, Ressignificação de Crenças e Valores Limitantes, Filtros, Roda da Vida, SMART, SWOT, entre outras técnicas, que são aplicadas para ajudar o Coachee a sair de um ponto A para o ponto B. O processo de Coaching deve ser conduzido apenas por um Coach devidamente certificado.
O foco do Coaching está no desenvolvimento humano e nas conquistas dos sonhos, para despertar a alta performance do indivíduo, trabalhando suas habilidades e competências, com o objetivo de alcançar resultados acima da média, seja na vida pessoal ou profissional. O Coaching pode ser aplicado também para empresas em suas mais diversas necessidades.
A perspectiva do Coaching é do presente para o futuro, através de técnicas e ferramentas busca-se traçar o melhor caminho para atingir o estado desejado com os recursos que se tem em mãos, principalmente no que se refere ao capital humano. Ou seja, desenvolver habilidades e competências, e condicioná-las a máxima eficácia.
Geralmente, a sessão é de 1 hora, com espaçamentos que podem variar entre 1 semana, 15 dias ou uma por mês. Esse intervalo é definido pelo Coach e seu Coachee, de acordo com a complexidade das tarefas propostas e disponibilidade de tempo.
Os encontros, também chamados de sessões, podem ser presenciais ou online. 
Em caso de atendimentos online, as sessões são realizadas através de plataformas seguras de videoconferência, tais como, Zoom, Meet, Skype, WhatsApp, entre outras. Essa modalidade é tão efetiva quanto presencialmente, possibilitando atendimentos de pessoas de outras localidades.


COACHEE
Coachee é o cliente do Coach. É o termo utilizado para se referir ao indivíduo que está passando pelo processo de Coaching.
Durante o atendimento, o Coachee vive um processo evolutivo poderoso em todos os sentidos, pois o propósito do Coaching é acessar o ser humano em sua essência. A finalidade é despertá-lo para sua melhor versão!
É importante ressaltar, no entanto, que assim como o Coach deve estar apto a ajudar pessoas e empresas, o Coachee também deve estar apto a ser ajudado. Mas, como assim?
O processo de Coaching tem como objetivo ajudar/apoiar o Coachee a conquistar determinado objetivo, em um espaço de tempo muito menor, devido a efetividade das técnicas aplicadas. Porém, para que isso aconteça, é indispensável que o Coachee tenha definido claramente onde quer chegar, esteja 100% comprometido a sair da zona de conforto para entrar em ação.
Quando o Coachee está habilitado para viver essa experiência, o processo se torna efetivo e transformador. Ele passa então a identificar com clareza ações necessárias para alcançar seus objetivos e concretizar seu estado desejado, seja no âmbito pessoal ou profissional. Dessa forma, é possível enxergar o mundo além dos olhos, percebendo que o Coaching é um estilo, uma filosofia de vida!

Conheça também algumas áreas:

LIFE/PERSONAL COACHING (Coaching de Vida/Pessoal)

 

A pessoa busca uma mudança em sua vida. O primeiro passo do life coach será o de fazê-la encontrar suas reais necessidades, identificando suas metas, seus valores e suas crenças limitantes. Avalia e trata da inteligência emocional. Ajuda a lidar melhor com as frustrações da vida.

É da natureza do ser humano ter o lado de luz e o lado de sombra. Essas duas faces revezam-se diariamente e aparecem em diferentes momentos de nossa vida. Aprender a lidar com suas próprias emoções não é eliminar ou negar as emoções negativas, mas entendê-las em sua origem e saber lidar com elas, de modo a canalizá-las para um fim positivo. Isso é inteligência emocional. (José Roberto Marques - IBC).

 

Este profissional, coach, ainda guiará o indivíduo por um caminho de autoconhecimento e de ampliação de sua consciência em relação ao mundo à sua volta. Assim, o cliente aprenderá a encarar a vida com uma visão mais atualizada, mais dinâmica, antenada com as tendências e as constantes mudanças vividas pela sociedade.

 

Essa realidade transformou o coaching em um processo quase que vital para a evolução da humanidade: enquanto houver vida, haverá coaches prontos para guiar seus clientes rumo ao sucesso – seja para as necessidades pessoais ou para o mundo corporativo.

COACHING CRISTÃO

O Coaching Cristão é um processo personalizado de desenvolvimento de pessoas, onde os objetivos devem estar alinhados com os ensinamentos da Palavra de Deus e com a Sua vontade para nossas vidas.

Na abordagem tradicional trabalha-se a visão humanista. Na abordagem cristã trabalha-se que Cristo é mais importante e é ELE que se revela no ser humano.

Enfatiza a realização do seu propósito de vida. Ocorre a transformação do entendimento humano dentro dos princípios cristãos.

Há o fortalecimento de crenças e identidade. Clareza dos objetivos. Impacto na sua vida e na vida das pessoas.

Lembre-se: um sonho que vem de Deus acalma o coração e traz paz à vida.

RELATIONSHIP COACHING (Coaching de Relacionamento)

O segredo para uma relação saudável.

A missão de manter bons relacionamentos, seja em que esfera for, não é fácil. 

Os fatores que mais contribuem para a deterioração de um relacionamento são:

O desrespeito às diferenças;

A falta de autorresponsabilidade;

A dificuldade de saber ouvir;

O foco nos erros e na negatividade;

A busca de justificativa para os erros;

As críticas e ausência de validação;

O pré-julgamento e estado de vitimização;

A ausência de afetividade e a falta de tempo de qualidade.

​​

Especialmente nos relacionamentos amorosos, acredita-se que seja a falta ponderação na escolha de um (uma) parceiro (a). Será?

 

Quando você vai comprar um carro, você analisa a cor, marca, design interior e exterior, som, aros dos pneus, potência, airbag, ano, etc. Mas, quais os critérios que você usa para escolher namorar um rapaz ou uma moça?

 

Para assumir um noivado e um casamento? Você já parou para pensar nisso?

O coaching de relacionamento conduz o casal a manter uma relação mais forte, mais saudável e mais prazerosa, proporcionando harmonia e parceria, comunicando o amor e respeito em gestos, palavras e atitudes. Busque a restauração.

EXECUTIVE E BUSINESS COACHING (Coaching Empresarial)

 

No Brasil, a profissão de coach tem crescido exponencialmente em razão do aumento da demanda por esses serviços, sobretudo no setor empresarial.

 

Por que isso acontece? Estudos recentes demostram que o executive coaching e o business coaching são os meios mais efetivos para promover crescimento sustentado, mudança e desenvolvimento em indivíduos, grupos e organizações (HR Monthly).

 

Isso porque se trata de um processo que utiliza ferramentas, técnicas e métodos cientificamente comprovados. Uma pesquisa realizada com 10 executivos que passaram pelo processo de coaching registrou que 100% dos participantes aperfeiçoaram a capacidade de ouvir, 80% melhoraram a flexibilidade, 80% aprenderam a lidar mais com as mudanças e 70% evoluíram a capacidade de se relacionar (Pontifícia Universidade Católica – Campinas).

 

Os benefícios gerados para esses profissionais refletem diretamente nos resultados das empresas, fazendo com que cada vez mais empresas adotem o coaching para lidar com as constantes mudanças de necessidades do mercado.

JURIDICAL/LEGAL COACHING (Coaching Jurídico)

 

É um trabalho destinado a áreas jurídicas, sejam elas estudantis ou profissionais. O Coaching estudantil tem como objetivo principal ajudar as pessoas que prestam concursos públicos para carreira jurídica e estudantes universitários a se tornarem bacharéis em Direito, encontrando o seu melhor caminho.

O método de desenvolvimento também tem como objetivo auxiliar aqueles que estudam para o exame da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB a focarem e maximizarem o seu rendimento de estudo aumentando a sua motivação.

 

O Coaching Jurídico, também chamado de Coaching para Advogados, é um processo que vai ajudar o profissional a encontrar a sua missão, sua vocação dentro de um mundo de possibilidades que é o meio jurídico.

É muito comum encontrar profissionais da área jurídica focado somente na construção do conhecimento técnico, ou seja, direito e legislação.  Entretanto, o primeiro passo para quem deseja construir uma carreira de sucesso neste meio é fazer a escolha certa da sua área de atuação.

Com certeza, isso é fundamental tanto para o sucesso profissional e, consequentemente, para a satisfação pessoal do indivíduo. Também é preciso levar em consideração que o profissional da área jurídica tem um dever para com a sociedade, assim ele deve encontrar a sua missão servindo bem a todos e deixando o seu legado no mundo.

Já o Coaching Jurídico profissional volta-se para aqueles que já trabalham na área jurídica e estão em busca de melhorar algum aspecto da sua carreira. Além da aquisição de um método personalizado de estudo, a metodologia traz grandes vantagens para o aprendizado e gerenciamento de alguns aspectos como:

Administração do tempo: Através de perguntas é possível identificar quais são as dificuldades atuais de quem vai prestar um concurso, em administrar o tempo do estudante, evitando assim qualquer desperdício e organizando da melhor maneira possível sua rotina de estudo.

Maior disciplina nos estudos: Trabalhar o foco do concurseiro, avaliar tudo para otimizar o seu desempenho ao máximo, começando pelo seu local e horário de estudo e também a maneira de como estudar para cada matéria.

Aumentar a motivação para estudar: Nessa fase é preciso identificar o grau de desânimo atual, para assim poder orientar e decidir quais os itens prioritários que precisam ser trabalhados em um processo de Coaching. Outra vantagem é que o coachee aprenderá como utilizar essas técnicas para se automotivar durante todo o preparatório até o dia da prova.

Gestão do estresse: Da mesma forma, é preciso identificar o nível de estresse atual para decidir qual a melhor maneira para aumentar a produtividade no estudo. Também é fundamental conhecer o grau de ansiedade e o quanto ela está atrapalhando e aumentando ainda mais o estresse, assim como as interferências diárias que o desviam do foco no estudo, como problemas no trabalho, relacionamento, entre outros.

Autocontrole: Bom senso e prudência são o segredo para conquistar a vitória, por isso é necessário aprender a gerenciar suas emoções, ter um bom autocontrole.

O Coaching pode trazer diversos benefícios não só para quem está estudando para um concurso público, mas também para o profissional que já atua no mercado de trabalho. Através de métodos e estudos personalizados é possível trabalhar todos os fatores que impedem o profissional de alcançar ao máximo o seu desempenho. Trabalhando os aspectos que bloqueiam e os que favorecem é possível conseguir maior equilíbrio emocional, favorecendo o alto desempenho e maximizando os resultados.

Em resumo, este processo é muito importante para quem deseja definir suas metas e objetivos, alinhar seus interesses e sonhos, conquistar grandes resultados e alcançar  o sucesso pessoal e profissional. Através do Coaching Jurídico é possível planejar a carreira levando em consideração talentos, vocação, interesses e paixões: a forma mais assertiva de conquistar o sucesso profissional e estar pleno pessoalmente.

COACHING VOCACIONAL

É uma especialização, um setor da atividade de Coaching. Muitos são os problemas relativos quando o assunto é vocação. Na verdade o Coaching Vocacional é a junção do processo de Coaching com os estudos existentes sobre desenvolvimento vocacional.

Decidir qual carreira seguir é um processo que exige o reconhecimento de suas habilidades e competências, das suas forças internas, suas crenças, de seus valores e uma reflexão sobre o seu propósito de vida. O que você espera realizar para o mundo através do seu trabalho?
Se desde cedo você entender seu propósito, mais simples é para você perceber que sua escolha profissional é apenas um caminho para sua realização maior, e não o seu objetivo final. 
Procure ajuda e desperte o seu lado profissional. 

 

Para quem se aplica o Coaching Vocacional?

Indicado para adolescentes e jovens em fase de escolha profissional. Esses, em sua maioria, estão cursando o Ensino Médio, última etapa do Ensino Básico. Outros estão fazendo cursinhos preparatórios para os vestibulares. Uma parte está em ano sabático, e ainda podemos inserir nesse contexto, os jovens que iniciaram um curso superior e desistiram logo no primeiro ano, sendo assim precisam reiniciar o processo de escolha profissional.

Entre os 17 e 18 anos, a maioria das pessoas se depara com um dilema: que carreira seguir? Qual curso universitário escolher? Humanas, Biológicas ou Exatas? Ou quem sabe um curso técnico? Afinal, qual caminho seguir? A fase é de transição, saindo da adolescência e entrando na fase adulta, as responsabilidades e decisões a serem tomadas aumentam. A escolha da carreira a ser seguida é decisiva, irá determinar os rumos da sua vida nos próximos anos, uma decisão errada poderá comprometer seu tempo e suas expectativas. Em momentos assim, ter uma orientação vocacional contribui de forma positiva na tomada de decisão dos futuros profissionais.

O processo de Coaching Vocacional é a oportunidade de conhecer de perto o aspirante a profissional, o que ele pensa, suas crenças, valores, qual o seu autoconceito, se entende quais são as suas forças, fraquezas, identificar seus talentos, habilidades, interesses e motivações.

 

Essa é uma fase de exploração, tudo o que envolve o desenvolvimento humano e vocacional deve ser avaliado, checado e entendido. 

O processo também se aplica para aqueles que, mesmo na fase adulta, não se adaptaram na profissão atual e querem encontrar a sua vocação, mudando o rumo da sua história.

INTELIGÊNCIA EMOCIONAL

É a capacidade de identificar os nossos próprios sentimentos e os dos outros, de nos motivarmos e de gerir bem as emoções dentro de nós e nos nossos relacionamentos. "Daniel Goleman".


E quais são as ferramentas para elevar o nível?
1 - Autoconhecimento
2 - Controle emocional
3 - Automotivação
4 - Reconhecer as emoções dos outros (Empatia)
5 - Habilidades Interpessoais

CRENÇA LIMITANTE

 

É algo em que você acredita e que limita você de alguma forma. Alguns exemplos: Não sou bom em matemática por isso não posso fazer faculdade de engenharia. Nunca vou emagrecer porque não tenho disciplina para manter a dieta e praticar exercícios.

COACHING COM HIPNOSE CLÍNICA (HIPNOTERAPIA)

O que é a hipnose clínica?

Quando se usa a hipnose para tratar um problema físico ou psicológico, chamamos o processo de hipnose clínica ou de hipnoterapia.

 

hipnose pode ser definida como um processo natural do ser humano que se dispõe a relaxar e olhar para si. Em termos simples, a hipnose é um estado de profundo relaxamento no qual o consciente e o inconsciente do paciente podem ser focalizados para ficarem mais receptivos à sugestão terapêutica.

Quase todo mundo já experimentou alguma forma de hipnose em algum momento da sua vida. Pense numa vez em que você dirigia em uma estrada e se pegou, por um breve momento, inconsciente daquilo que estava fazendo, ou uma vez em que estava tão envolvido em um programa de televisão que nem se deu conta quando alguém entrou na sala. Na verdade, toda hipnose é auto-hipnose e o paciente está sempre no controle. Não há nada a temer, porque a hipnose é um processo completamente seguro quando é usada profissionalmente. O relaxamento que você vai experimentar será agradável e regenerador.

Em que problemas emocionais ou físicos a hipnose pode ser usada?

- Na Terapia Emocional/Coaching: em busca da inteligência emocional, lidando com as causas negativas das cargas emocionais e neutralizando os seus efeitos.

- Na Psicologia: tabagismo, emagrecimento, fobias, depressão, ansiedade, problemas sexuais, alcoolismo, problemas de fala, terapia de regressão de idade, dores crônicas, autoestima e fortalecimento do ego e melhoras na concentração ou memória.

- Na Medicina: psiquiatria, anestesia e cirurgia, doenças psicossomáticas, ginecologia e obstetrícia, controle de sangramento, tratamento de queimaduras, dermatologia, pediatria (enurese noturna, pesadelos, timidez e inadaptação), controle da dor, controle de vícios.

- Na Odontologia: medo de ir ao dentista, cirurgia odontológica, bruxismo, controle de sangramento, controle da salivação excessiva e da dor, etc.

Há condições físicas ou emocionais nas quais não estão indicadas o tratamento pela hipnose?

O profissional encarregado deve tomar a decisão quanto à aplicabilidade do tratamento da hipnose. Ele deve obter um histórico completo do paciente para determinar se existem condições físicas ou emocionais que contraindiquem o uso da hipnose. O profissional provavelmente não utilizaria a hipnose com um pessoa que apresentasse doença coronária grave ou tivesse uma condição física que pudesse mascarar uma doença.

Nos problemas emocionais severos como a psicose e estados "borderline", a hipnoterapia pode ser inadequada.

Posso aprender a me hipnotizar?

Sim. Toda hipnose é auto-hipnose. O profissional assume o papel de agente ou instrutor para ajudá-lo a conseguir este estado agradável. Alguns hipnólogos ensinam o cliente a praticar a auto-hipnose e isso é perfeitamente aplicável, conforme a sua necessidade.

MITOS SOBRE A HIPNOSE

- Hipnose é Magia?

É uma terapia que não tem nada de místico, religioso ou espiritual. Pelo contrário, seu foco é o cérebro que todo mundo tem, mas que pode não saber usar corretamente ou plenamente.

- Perda da consciência?

Um dos maiores mitos sobre hipnose é que você perderá a consciência. A hipnose é um estado alterado de consciência, porém não se perde a consciência. Você ficará acordado e ciente de tudo em cada momento e ouvirá tudo que o hipnólogo estiver dizendo.

- Hipnose é Ocultismo?

Nada disso. A hipnose é puramente um estado super concentrado da sua mente, que você experiencia dezenas de vezes durante o dia – sem perceber!

Exemplo: quando você entra no carro e nem percebe o caminho de casa; quando o filme está nos momentos decisivos e você não se dá conta de alguém chamando por seu nome; quando toca a sua música preferida; etc.

- O hipnólogo pode me forçar a fazer ou dizer algo que eu não queira?

Não. Como citado anteriormente, você fica acordado o tempo inteiro, ouvindo e reagindo a tudo que o hipnólogo fala. Além do mais, todas as sugestões que o hipnólogo der, só será aceita por você, se você achar que isso não afeta a sua moral ou suas crenças. Todas as sugestões que seu cérebro receber e notar que pode ser uma ameaça para você, são rejeitadas e não executadas. Por exemplo, se o hipnólogo solicitar para você “pular do 8º andar”, “ficar nú” ou “passar a senha do banco”, por mais profundo que você esteja no transe, você saberá que é errado e não executará essa sugestão. Hipnose é extremamente segura.

- Eu não sou Hipnotizável?

De acordo como Gerald Kein, um dos maiores e mais importantes hipnoterapeutas da era atual, só existem duas pessoas que não entram em hipnose: aquela que não quer e aquela que tem medo.

Algumas outras podem não entrar muito facilmente ou demorar mais (o que também é uma minoria), mas em geral, todos entram muito rápido e facilmente, pois, como já dito, o cérebro humano entra neste estado todos os dias, várias vezes, pois faz parte da evolução da vida – o cérebro precisa economizar “bateria”.

- Enfraquece a vontade?

A sua vontade não se enfraquecerá ou mudará de forma alguma. Você está no controle e, se desejar por qualquer razão sair do estado hipnótico, pode fazer isso simplesmente abrindo os olhos. Você não pode ser forçado a fazer nada contra a sua vontade. Os hipnotistas de palco, ao praticarem o "show", gostam de que a plateia acredite que eles têm o controle absoluto sobre os seus sujeitos. Já o profissional com foco na terapia deixa claro que o paciente tem o controle. É isso que dá o resultado.

- Fala espontânea?

O paciente não começa a falar ou revelar informações que gostaria de manter em segredo. Você até pode falar durante a hipnose, caso o seu hipnoterapeuta queira usar essa técnica para ajudá-lo em seu problema.

- O que acontece se eu não conseguir sair do transe hipnótico?

Nas mãos de um hipnoterapeuta qualificado, não haverá perigo nenhum na utilização da hipnose. Como o paciente está no controle, não há dificuldade em sair do estado hipnótico. O hipnoterapeuta fará uma avaliação antes de usar a hipnose e, se existir qualquer contraindicação ao seu uso, um outro tratamento será indicado.

- Acaba-se dormindo?

hipnose não é igual ao sono. Você não vai dormir. À título de ilustração, vale destacar que testes realizados comprovaram que o padrão do eletroencefalograma durante a hipnose é diferente do padrão do mesmo tipo de exame durante o sono.

- Mais dúvidas?

É natural que ocorram. Não deixe de perguntar. Estamos sempre à disposição. Entre em contato conosco para podermos ajudá-lo.

Você sabe qual é a diferença / semelhança entre Coaching e Hipnose?

Diversas pessoas procuram o Coaching e a Hipnose para aumentar a performance, lidar com problemas ou situações difíceis e para estabilizar o lado emocional frente às mais diversas situações.

No processo de Coaching a utilização da Hipnose como ferramenta pode encurtar esse caminho.

As duas técnicas visam mudar um comportamento do indivíduo por meio de estratégias e técnicas próprias, a fim de garantir o melhor aproveitamento das possibilidades das pessoas.

Embora o Coaching e a Hipnose tenham semelhanças, também há diferenças. 

Semelhanças

– Auxiliam na resolução de problemas e na busca de soluções;

– Contribuem para o aumento do foco nas metas e objetivos;

– Permite que o indivíduo lide melhor com a ansiedade e depressão;

– Auxilia no tratamento de vícios e compulsões, como transtorno alimentar e vícios químicos.

Diferenças

Uma das principais diferenças entre as técnicas é o procedimento de acessar o conteúdo da mente.

A mente do ser humano possui duas estruturas: a consciente, regida pela razão, e a inconsciente, que possui conteúdos mentais e emocionais que não sofrem (ou sofrem muito pouco) com a interferência da racionalidade.

O foco da hipnose é o trabalho com o inconsciente/subconsciente, sendo que as técnicas utilizadas buscam acessar esse fragmento da mente.

Já no coaching, o foco está no consciente. Os indivíduos são estimulados por meio de técnicas, ferramentas e métodos estruturados e cientificamente modelados. Quem participa de um processo de coaching passa a se autoconhecer muito melhor, a lidar com a autossabotagem, a ter uma Inteligência Emocional muito mais fortalecida. Isso tudo faz com que a pessoa lide melhor com os problemas do cotidiano, tenha mais foco nas metas e tenha uma performance pessoal e profissional mais elevada.

Obrigado por visitar nosso site!

©2018 by Phoenix Coaching. Direitos autorais garantidos.